Virado à paulista é tombado e se torna "patrimônio imaterial"

Virado à paulista é tombado e se torna "patrimônio imaterial"

virado-a-paulista.jpg

     Prato apreciado pelos paulistas e tradicionalmente servido as segunda-feiras, em 2018 transformou-se em um patrimônio imaterial do estado. Tombado pelo Condephaat, conselho de patrimômio estadual, que reconheceu sua significância histórica e cultural.

    Para o conselho, o prato representa diversidade do território paulista, já que leva ingredientes de origens indígenas, portuguesas, africanas e italianas. Também reúne séculos do encontro de culturas, tradições, conhecimento e de prazer sensorial que formaram a cultura do estado.

    Agregando elementos ao longo do tempo, o prato era feito originalmente com farinho e poucinho de porco sendo utilizado na alimentação dos bandeirantes. Hoje ele é preparado com tutu de feijão, bisteca suina, linguiça, banana a milanesa, ovos, couve refogada e torresmo.

    Que tal enfrentar a segundona com um prato histórico e que agrega multiplas culturas?

    

Newsletter

Inscreva-se para receber atualizações de e-mail sobre novas receitas.